Dom, 23 de Julho de 2017
JV color JV color JV color

Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro
Telefones p/contato:(019) 3305-2388 / 99174-9074(Claro c/ WhatsApp) / 98893-2568(Oi) Você está em: Home

NEURÓBICA - O exercício que ajuda o cérebro a não envelhecer. 

"O cérebro é o órgão específico da ação: Reconhece, Delibera, Avalia e Decide", escreve filósofo Fernando Savater, em seu livro "El valor de elegir" (O valor de decidir).

 "Esta definição ajuda a apoiar o pensamento de que a evolução e desenvolvimento do cérebro é o que nos separa dos outros seres vivos do planeta". 

    Mas o cérebro precisa de exercício e para isso os cientistas descobriram uma formula: a Neuróbica que é na verdade, um programa de exercícios para manter ao cérebro ágil e saudável.

    Se para ter um corpo saudável só é necessário lançar mão da Ginástica Aeróbica, para fortalecer o cérebro contamos com a Neuróbica, uma nova disciplina criada por Lawrence Katz, neurologista da Universidade de Duque dos Estados Unidos.

      Através de um programa completo de exercícios cerebrais, esta prática promete nos ensinar a treinar o cérebro de forma que o mesmo  fica ágil e sadio", afirma um artigo da revista espanhola "Muy interesante".

    A Neuróbica estimula nossa massa cinzenta como se estimula um sistema muscular que responde positivamente à exercícios regulares, assim como à dieta apropriada e às horas de sono recomendadas pelos especialistas.

     Além da melhorar a agilidade intelectual, a Neuróbica estimula:  

a memória; 

a capacidade de argumentação; 

a criatividade e

a coordenação motora.

    E, de acordo com recentes investigações, retarda o envelhecimento neural e o aparecimento dos males causadas por transtornos neurológicos como a Alzheimer, o Parkinson e o Huntington, não servindo no entanto, como terapia para doenças como estas.

    A Neuróbica trata das "sete chaves básicas que asseguram a saúde dos nossos cérebros", estas são: 

    1. Proteção do crânio contra lesões; 
    2. Uma dieta rigorosa em glicose e vitaminas; 
    3. O pensamento positivo;
    4. Muito sexo; 
    5. Maior exercitação; 
    6. Ser mais relaxado, calmo e
    7. a visita regular ao médico, afim de evitar deficiências orgânicas mentais

    e por último propõe um teste para avaliar se nós tratamos bem ao nosso cérebro e de acordo com o resultado propõe uma séries de exercícios a serem feitos. 

     Dizem que: “O que Não é Usado se Perde, Atrofia !”.

    Esta máxima pode ser aplicada aos dentes molares do siso, ao apêndice e por que não, também para o cérebro. A rotina diária, a indiferença, as horas de televisão, a apatia social, a hipertensão e a má alimentação atentam contra nossa massa cinzenta da mesma maneira que a inatividade afeta ao físico. E, claro, a mesma comparação se pode estabelecer nas afirmações contrárias: assim como para ter um corpo saudável e forte, nós precisamos exercitar nossos músculos na academia, o esforço mental ajude manter a mente desperta.

      É disso que trata a Neuróbica.

    “O objetivo do exercício físico e o alongamento localizado é adquirir efetividade maior em um certo grupo muscular. Então, o melhor rendimento será alcançado quando se usa esse grupo, integrando a atividade de uma ação global (um esporte).

     Fazendo analogia:

    • Ao exercitar os sentidos:
      • a visão ( e aqui entram os Óculos PinHole. Pela forma nova e inusitada que possibilitam a você vivenciar o seu universo e exercitar os seus olhos ).
      • a audição,
      • a fala,
      • o tato,
      • a propriocepção, etc...,
    • ou uma determinada função cerebral:
      • memória,
      • capacidade associativa,
      • velocidade de processamento
      • ou qualquer outra),

    nós podemos favorecer à melhoria da atividade cerebral integrada”, explica o Dr. Raúl Arizaga, chefe do Departamento de Neurologia Cognitiva da Neuraxis, da Fundação Neurológica e membro do centro de transtornos cognitivos do Hospital Ramos Mejía de Buenos Aires.

      Mas, o que é este exercício mental?

     A Neuróbica considera o cérebro como um músculo o qual é necessário fortalecer e propõe um programa de exercícios que utilizem os cinco sentidos de maneiras não usuais e que ajudam a quebrar a rotina diária.

    Deste modo, pode retardar o envelhecimento em cérebros saudáveis, não servindo no entanto, como terapia para doenças como Alzheimer.

    A Neuróbica "se baseia na plasticidade neural e cerebral", deduzindo que a excitação ou prática de certas atividades cerebrais ajuda a manter e mais, aumenta o seu rendimento.

    Funciona mediante da exercitação de diferentes funções cerebrais.

  Dados recentes, mostrados por imagens funcionais (técnica que mostra as mudanças que ocorrem nas áreas cerebrais quando estas trabalham, quando são estímuladas) mostram diferença no tamanho da área das imagens, quando uma tarefa é levada a cabo pela primeira vez por uma pessoa, e de alguém que já tem experiência na mesma.

   Faça a prova, tente se vestir com os olhos fechados ou pegar caminho novo para chegar ao trabalho.Você notará que a sua mente ficará mais alerta.

    Embora você não saiba, com estas mudanças simples de hábito, estará praticando Neuróbica.

    O que acontece no seu cérebro enquanto estiver fazendo isto será considerado exercício, porque ativa novas conexões cerebrais.

   Deste modo se produzem substâncias chamadas neurotrofinas que fortalecem as conexões entre os neurônios e ajudam às dendritas manterem-se jovens e fortes. No entanto isto não significa que a pessoa se torna "mais inteligente". A inteligência é muito mais que por exemplo, poder se lembrar de duzentos números de telefone, em vez de vinte.

    Que uma orquestra seja ruim, boa, excelente ou excepcional vai além das condições individuais dos instrumentos e dos artistas, vai além da integração que não é alcançada adquirindo o violino mais perfeito ou fazendo o celista praticar doze horas por dia. Isso sim, o violino terá um som excelente e o celista será tecnicamente superior ao que era”, diz Arizaga.

A vida é um ginásio mental

    O bom dos exercícios neuróbicos é que as pessoas não necessitam se isolar, como nos jogos de lógica ou palavras cruzadas.A vida diária é vista como um ginásio neuróbico. Os exercícios são fáceis, divertidos e podem ser feitos em qualquer momento e lugar: ao levantar-se, antes de dormir, indo para o trabalho, ou no escritório, enquanto as compras são feitas ou nos tempos desocupados e também involuntariamente com os Óculos PinHole, enquanto exercita o sistema ocular, enquanto  lê, utiliza o computaddor, assiste televisão ou cinema, passeia ao sol, etc... Mas nem toda mudança de hábito pode ser considerada um exercício neuróbico. O que determina que algo é isto realmente, é que seja uma tarefa importante ou desafiante para a mente, é que gera associações entre os sentidos (ver recuadro).

Todos estamos aptos para a Neuróbica

Qualquer um pode incorporar a Neuróbica à sua vida, porém não se trata de fazer tudo, de repente, de uma maneira nova. Katz aconselha ir aos poucos, fazendo algo distinto a cada dia. Ademais, o Dr. Arizaga adverte: " Claramente , não há restrições para exercitar o cerebro. Porém sempre há que se ter em conta que ao redor destes temas, cuja base científica começará a delinear-se com instrumentos neuropsicológicos e no desenvolvimento das neuroimagens funcionais, existe também uma ideia mágica e um claro aspécto comercial. Há uma crescente oferta de  diferentes métodos. É necessário, em primeiro lugar, ter expectativas individuais claras no que diz respeito às realizações e, por outro, avaliar cuidadosamente o apoio acadêmico e institucional aqueles que oferecem estas técnicas

        Treinar a mente

      Os exercicios que a Neuróbica propõem diferentemente do que usa a estimulação cognitiva tradicional (exercitação e ativação das funções cerebrais habituais); estes consistem em efetuar ações de uma forma diferente da habitual. Quer dizer, se busca alcançar um efeito estimulante "forçando" o cerebro a trabalhar de uma forma nova, no lugar da rotina habitual.

       Envolver um ou mais sentidos em um novo contexto. Ou seja, para realizar uma tarefa, anule o sentido que você usa geralmente e use um sentido novo e diferente, Por exemplo, para ir trabalhar, vista-se com os olhos fechados ou em um jantar com sua família, em silêncio comunique-se usando somente o contato visual. Outra alternativa pode ser, comer com os olhos fechados, para discriminar melhor os sabores e as texturas dos alimentos. 

    • Use tampões nos ouvidos para experimentar um mundo sem sons.
    • Aprenda uma nova linguagem (Braile, Morse), ou um novo idioma (inglês, Espanhol, Japonês, etc...).
    • Mude a rotina de forma inesperada. Tome uma rota distita para chegar ao trabalho, compre em um mercadinho no lugar de um Supermercado, organize-se de maneira diferente a sua vida diária.
    • Vale também combinar dois ou mais sentidos de maneira extraordinária: por exemplo, escutar música enquanto sente um aroma particular.
    • Preste atenção: Para se distinguir das atividades ordinárias, um fato tem que ser estranho, inusitado, engraçado, surpreendente ou despertar emoções como felicidade, amor, raiva. Uma boa proposta pode ser, levar o filho ao trabalho.
 

Tornar nosso site favorito

 

Clique na aba verde e Fale Agora

Cesto de Compras

O seu Cesto encontra-se vazio no momento.

Visitantes On-Line.

Nós temos 18 visitantes online